Equipe
 
ELENO MENDONÇA é formado em Jornalismo pelas Faculdades Integradas Alcântara Machado (1983) e em Publicidade pela Unip. Tem vários cursos de especialização, como O Texto da Reportagem e Laboratório de Texto, pela Escola de Comunicação e Artes (ECA), da USP e História da Política, pela Universidade de Brasília (UnB), com pós-graduação. Entrou em 1982 para o jornalismo diário, tendo passado por veículos como O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, Jornal do Brasil, DCI. Em 1985, atuou como copidesque nas editorias de Política e Economia do Estadão, depois foi trabalhar na revisão do próprio jornal, transferindo-se para o Diário Comércio e Indústria (DCI), onde em pouco tempo passou a atuar também na reportagem. Como repórter, trabalhou no DCI de 1985 a 1986, transferindo-se para a Economia do Estadão, onde ficou até 1990. Convidado pela Folha de S. Paulo, ficou por um ano, indo emseguida para O Globo, em São Paulo, como coordenador de Economia. Depois, convidado, seguiu para a sucursal do Jornal do Brasil. Começou como coordenador de Economia, passou a chefe de reportagem e chefe da sucursal. Em 1994 retornou ao Estadão, para ser chefe de reportagem da Economia para os jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde. No Estadão, assumiu as funções de editor de Economia, posto que ocupou por cinco anos. Depois foi promovido a secretário de redação, editor de primeira página e editor-executivo. De 2000 a 2004 foi o editor-chefe do jornal. De 2004 a 2012 trabalhou na DPZ Propaganda, como diretor de Comunicação e Relações Governamentais. Várias vezes premiado, Eleno Mendonça ganhou o
Prêmio Fiesp, Prêmio Bovespa, Personalidade do Ano da Imprensa e Grande Prêmio do Grupo Rede de Energia, além de participar de inúmeros congressos e eventos como palestrante. É autor do livro Siamo Tutti Oriundi, sobre a imigração italiana no Brasil, do livro que fala sobre a abertura de capital da BM&FBovespa e do livro sobre os 50 anos do Rubaiyat. De 2006 a 2007 foi comentarista na Bandnews FM e escreveu a coluna Cenários, no jornal Brasil Econômico, ao longo de 2010. Escreve como colaborador artigos para vários sites, como www.jornaldacomunicacao.com.br e www.imil.org.br. Seu site pessoal é www.elenomendonca.com.br e seu twitter www.twitter.com /elenomendonca . Atualmente dedica-se à EastSide23 em tempo integral.
 
ILTON CALDEIRA é formado em jornalismo desde 1995, mas desde 1991 começou a produzir conteúdo editorial para emissoras de rádio e jornais da capital paulista e do interior nas áreas de política e economia. Fez várias especializações como o curso de radialista pelo Senac-SP, com ênfase em locução para comerciais e apresentação de programas em rádio. Cursou o programa de extensão em Economia para Jornalistas, ministrado pelo Ibmec, entre outros. Em 2000, após três anos trabalhando como jornalista no gabinete do então governador de São Paulo, Mário Covas, redigindo material informativo e discursos, foi convidado para fazer parte da equipe que criou o jornal Valor Econômico. Ao longo de dez anos de atuação, ocupou os cargos de repórter e depois editor-assistente de finanças pessoais, política, e posteriormente na editoria de empresas. Nesse período desenvolveu extensa cobertura jornalística com ênfase em temas relacionados ao mercado de capitais do Brasil e do exterior. Por último, ocupou o cargo de editor-assistente na área de tecnologia da informação e comunicações. Na sequência atuou como editor no portal IG, na área de economia, até 2013, quando passou a integrar a equipe da Eastside23, respondendo pelas áreas governamental e de relações externas. Em economia,teve seu trabalho reconhecido com o Prêmio Bovespa de Jornalismo 2001. Foi ainda vencedor do Prêmio Selo Animec, em 2002, pelo conjunto de reportagens sobre disputas societárias em empresas de capital aberto. Em 2012, foi finalista do Citi Journalistic Excellence Award, conquistando o segundo lugar do prêmio oferecido pela Columbia University em parceria com o Citigroup.

TÂNIA RIBEIRO é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, desde 1985. Iniciou na profissão como pesquisadora do Dedoc – Departamento de Documentação da Editora Abril, ao mesmo tempo em que participou do curso de Extensão em Reportagem na ECA/USP, em 1986. Atuou em diversas revistas do Grupo Abril, tais como Boa Forma, Saúde, Guia do Estudante e Ana Maria. Em jornais, participou da criação da coluna Modo de Vida, do Jornal da Tarde, e trabalhou nos cadernos de Turismo e Estadinho do Grupo Estado. Especializou-se em Cultura como redatora e repórter nos jornais Diário do Grande ABC e Diário de S. Paulo. Tem experiência em Comunicação Integrada e participou da criação, edição e confecção de House Organs de diversas empresas multinacionais como Ford Credit, Sansuy Industria de Plásticos S/A e Kodak Filmes. Na área corporativa tem passagens pelo grupo Ibope/Opinião, Ricardo Viveiros Oficina de Comunicação e Holofote. Em todas teve destacadas atuações com clientes como Duratex S/A, Fundação de Rotarianos de São Paulo e Burson & Masteller. Realizou jobs de relevância para o Consulado do Líbano em São Paulo e Emil – Encontro Mundial da Invenção Literária, além da Canvas Galeria de Arte e Gondolo Leilões.         
 
MARCIO DE LUCA é Publicitário e Jornalista, atuou como Gerente de Comunicação da Dersa no período da construção do Rodoanel Sul, da Av. Jacu Pêssego e da  Ampliação da Marginal do Tietê. Organizou cerca de 300 eventos esportivos e culturais para grandes empresas, como a Maratona Pão de Açúcar de Revezamento, Taça Pão de Açúcar Itaú de Triathlon, Maratona BR Petrobrás de Revezamento , Avon Running, World Cup de Triathlon, Volta Ciclística BR de Santa Catarina e Adidas Trail Running. Para a TV Globo produziu o Mundialito de Fast Triathlon, Caminhada Histórica pelo Centro de SP e Aniversário Cultural de SP. Foi repórter da Folha de S. Paulo, Assessor de Imprensa do Ministério da Economia  Fazenda e Planejamento, Assessor de Imprensa e depois Gerente de Promoções e Eventos do Grupo Pão de Açúcar. Nesse cargo teve a oportunidade de participar da primeira campanha, no Brasil, de reciclagem de latas de Alumínio em parceria com a Reynolds Latasa e o Grupo SOS Mata Atlântica.